Coité celebra a II Semana da Afirmação Quilombola do Maracujá | FURO31
Coité celebra a II Semana da Afirmação Quilombola do Maracujá
28/11/2017 às 16:49 (Atualizado em 29/11/2017 às 17:19)
Por CONNEC

Povoado Quilombola do Maracujá é que concentra a maior quantidade de negros de Coité (Foto: Divulgação/CONNEC)

A Agenda Novembro Negro Coité 2017 apresenta a segunda edição da Semana da Afirmação Quilombola do Maracujá, nos dias 28 de novembro a 02 de dezembro, do ano corrente.  Integrando, assim, o ciclo de celebrações e reflexões da agenda do Mês da Consciência Negra, começa nesta terça-feira, a partir das 19h, no Quilombo supracitado, na zona rural coiteense, com presença de autoridades, parcerias e apoiadores do Projeto, que agora passa a ser convênio: CPECC / Governo do Estado.

Vencedor do Edital Novembro Negro 2017, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial – SEPROMI – Governo do Estado da Bahia, o Projeto Semana da Afirmação Quilombola do Maracujá, desta vez, em sua segunda edição, tem como órgão proponente o Centro de Promoção da Educação, da Cultura e da Cidadania (CPECC), com parcerias do CONNEC (Comitê Organizador Novembro Negro Coité), da associação local, e o apoio da UNEB (Campus XIV) e da Prefeitura Municipal de Conceição do Coité-BA.

Quilombo do Maracujá – Coité-BA. (Foto: Bruna Bessa/CONNEC)

Os dias 28 de novembro (abertura) e 02 de dezembro (encerramento) serão abertos ao público em geral. Entretanto, a conjuntura, entre os dias 29 de novembro a 01 de dezembro de 2017, isto é, o ciclo de oficinas de geração de emprego e renda, com ênfase em Economia Solidária e Desenvolvimento Sustentável, terá como público-alvo os quilombolas e entorno da Comunidade do Maracujá. Totalizando, desse modo, 50 pessoas, selecionadas pela associação local, em convergência com a coordenação do Projeto.

Fredson Costa (Foto: Divulgação/CONNEC)

Segundo Fredson Costa, um dos idealizadores da Semana, “é no dia 02 de dezembro o ápice da Agenda Novembro Negro 2017. Como simbologia e estratégia, o CONNEC e a comunidade local, juntamente com o CPECC (órgão proponente), a UNEB-Coité e a Associação Revolution Reggae, apoiados pelos governos municipal e estadual, promovem a Festa de Encerramento, tanto da II Semana evidenciada, bem como da Agenda Novembro Negro Coité 2017, no Quilombo Maracujá”.

“O dia 02 de dezembro será um espaço de culminância das oficinas, que protagoniza o sujeito quilombola, de fato; momento de evidenciar a III Caminhada do Quilombo; Desfile da Beleza Quilombola, e Sarau do Maracujá.” Concluiu, Fredson Costa.

Bruna Bessa, articuladora do Projeto, disse que “após a I Semana da Afirmação Quilombola do Maracujá, a segunda edição é espaço de atender os encaminhamentos e demandas da comunidade contemplada. Pensando assim, as oficinas buscam corresponder com a metodologia participativa do Departamento Municipal de Cultura (DECULT-Coité) e do CPECC, em sintonia com o Núcleo de Povos Tradicionais do Colegiado Municipal de Cultura de Coité, no que diz respeito à setorização cultural municipal, como também a luta em busca de uma verdadeira promoção da igualdade racial”.

Saulo Cardoso (Foto: Divulgação/CONNEC)

“O Projeto caiu como uma luva para gente do CPECC interiorizar as nossas lutas, desta vez,  primando pela reparação e inclusão social de quem vivia na invisibilidade na política municipal. O Quilombo do Maracujá, após os Governos Lula-Dilma, Wagner-Rui Costa, e o Governo local, em Coité, em parceria com a Associação local, vem dando o salto qualitativo, saindo do anonimato e sendo evidência em aprovação de Projetos e circulação cultural, em rede”. Evidenciou o presidente do CPECC, Saulo Cardoso.

Para Hélio do Povo, representante da Comunidade, “a Semana da Afirmação Quilombola do Maracujá é um Projeto necessário, que desperta o sentimento de pertencimento e anuncia esperança de dias melhores para a nossa gente, seja na autoestima ou no momento que oportuniza a qualificação para geração de emprego e renda dos moradores contemplados”.

A II Semana da Afirmação Quilombola do Maracujá começa neta terça-feira, 28 de novembro, a partir das 19h, no Quilombo, com mesa solene, memória da edição passada, apresentações culturais e representantes das parceiras do Projeto. Em seguida, teremos ciclo de oficinas de Economia Solidária e Desenvolvimento Sustentável, nos dias 29 de novembro a 02 de dezembro. A Festa de Enceramento será no dia 02 de dezembro, sábado, a partir das 16h, com diversas atrações artístico-culturais.

VEJA PROGRAMAÇÃO GERAL DA II SEMANA DA AFIRMAÇÃO QUILOMBOLA DO MARACUJÁ:

  • Dia 28/11, às 19h, no Maracujá, município de Conceição do Coité-BA: ABERTURA com apresentação cultural, Mesa solene com autoridades e parcerias;
  • De 29 de novembro a 02 de dezembro, das 9h às 17h, no Maracujá: CICLO DE OFICINAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL;
  • Apenas o dia 1º de dezembro (sexta-feira), por questão de logística, a oficina acontecerá na Mansão da Paz Pai Bico, na cidade de Coité, das 9h às 17h;
  • ENCERRAMENTO FESTIVO: Dia 02 de dezembro, a partir das 16h, no Quilombo do Maracujá: Caminhada Cultural – Painel de Resultados das Oficinas – Desfile da Beleza Quilombola – Exposição de Pepeu Ramos – Sarau do Maracujá. Atrações locais e convidadas: Samba de Roda e Cantadeiras do Maracujá – Teatro Quaisquer Fulanos – Sandro Matos – Projeto Revolução da Gente, Adilio Ferreira – Enigma da Dança – Núcleo Fénix – Fredson Costa – Poetas Coiteenses – Mundo Capoeira (Coité) – Kamaphew Tawá (Reggae), dentro outras atrações.

 

Deixe seu comentário
Curta nossa Fan Page